Blog Beija Flor

GATO PEGA GRIPE?

27/08/2018 por Administrador
Visualizacoes: 49
Sim! Infelizmente nossos felinos também tem gripe que normalmente é causada por vírus ou bactérias e apresenta sintomas parecidos com a gripe humana. Existem várias formas de tratamento, porém o mais adequado é manter a carteira de vacinação dos gatinhos em dia, evitando que seus bichinhos de estimação possam contrair a doença.
Tempo frio e seco tem a ver com gripe e doenças respiratórias. O ar mais seco, o vento frio  favorecem a disseminação dos vírus. Popularmente conhecida como “gripe dos gatos”o Complexo Respiratório Felino é uma doença causada pela associação de vários micro organismos. Os principais são dois vírus chamados Herpesvírus felino e Calicivirus felino.
É uma doença extremamente contagiosa e muito comum em gatis, em gatos que costumam passear muito, brincar com outros gatos… A transmissão ocorre pelo contato direto com o gato infectado e secreções contaminadas. As gotículas formadas quando um gato espirra pode infectar outro com até dois metros de distância. Para nossa tranquilidade não acomete humanos.
Um dos grandes problemas que encontramos para controlar a transmissão é que os dois vírus podem ser eliminados por animais assintomáticos, que assim como nas doenças humanas, em alguns casos, o gato portador do vírus nem mesmo apresenta sintomas, servindo apenas como um transmissor da doença. Por isso é importante levar seu felino para consultas periodicamente, pois o diagnóstico é feito por meio de exames laboratoriais e, portanto, é necessário o veterinário possa examiná-lo e, se for o caso, medicá-lo.
Um gato pode ter gripe, não apresentar nenhum  sintoma porém o vírus e a bactéria continuam nele e aí pode acontecer queda de imunidade e consequências mais sérias. O gato infectado pode ter espirros, febre, conjuntivite, corrimento nasal e ocular, ulceras na boca e nos olhos. Os animais, principalmente os filhotes, podem parar de comer levando à desidratação e, em casos graves, até à morte.
Prevenção:
As vacinas reduzem os ricos da contração da doença e ajuda seu gato a ficar mais protegido e forte caso contrair a gripe, por isso é tão importante que todas as aplicações de vacinas estejam em dia para que fique livre dessa e de outras tantas doenças de graves consequências para ele. O cuidado de não deixar o gato em locais com trânsito grande de felinos diferentes, não permitir o acesso e o contato com animais de rua, manter os locais em que ele circula sempre limpos, desinfetados e bem ventilados além da vacinação, aumentam a chance do seu animal ficar imune a doença.

gripe de gatos é muito mais comum em filhotes e idosos, que são os mais suscetíveis a contrair o vírus. Sendo que os gatos de rua ou abandonados podem ter a doença de forma endêmica e é muito comum adotarmos os gatinhos já com corrimento nos olhos e espirros frequentes com secreção purulenta, por isso, ir ao médico veterinário imediatamente após a adoção é essencial.
A vacina já pode ser administrada a partir de oito semanas de vida do gatinho, sendo que tanto nos pequenos quanto em gatos idosos, um reforço da medicação deve ser feito anualmente, evitando a infecção no futuro.
No caso de gatos já com gripe, o ideal é que sejam isolados de outros felinos saudáveis até a sua recuperação completa, evitando que ele possa espirrar próximo dos que não tem a doença e os contamine. Inalação, antibióticos, colírios, alimentação adequada, e muito cuidado são indicados. A consulta ao veterinário é imprescindível para isso, não se esquecendo que os gatos são muito sensíveis a determinados medicamentos, por isso a medicação sem instrução médica é tão perigosa e pode levar até a morte!