Blog Beija Flor

Queda de pelo em cachorro e mais 07 sinais para prestar atenção!

25/10/2018 por Administrador
Visualizacoes: 60

QUEDA DE PELO EM CACHORRO E MAIS 07 SINAIS PARA PRESTAR ATENÇÃO!


Animais soltam pelos em determinadas épocas do ano, mas se o problema persistir ou causar outros sintomas, eles precisarão de cuidados veterinários

Quem tem um peludo em casa sabe que, em alguns períodos do ano, terá que conviver com a queda de pelo em cachorro. Porém, se o problema estiver se prolongando ou se agravando demais, é preciso ter atenção para o risco de doenças.
Animais de pelos curtos e médios, como o Pinscher, o Buldogue, o Labrador e o Chow Chow normalmente realizam a trocas de pelos na primavera e no outono para receber uma pelagem mais fina ou mais densa.
Quando a queda ocorre naturalmente devido à troca de estações, ela não causa falhas, coceira, nem feridas.
Agora, se você notar alterações na pelagem, no corpo ou até mesmo no corpo do animal, isso pode significar algum problema de saúde. Nesse caso, vale agendar uma consulta veterinária, pois com o tratamento e cuidado no momento certo, é possível deixar o seu amigo peludo saudável de novo.

Entendendo a queda de pelo em cachorro

queda de pelo em cachorro pode ser sintoma de deficiências nutricionais. Também pode ser motivada pela presença de parasitas como pulgas e carrapatos, reações alérgicas a alimentos e/ou componentes do ambiente, desordens hormonais, período de cio ou gestação, doenças imunológicas ou estresse.
Na maioria dos casos, a queda anormal de pelo é apenas um dos muitos sintomas de uma doença. Por isso, ficar atento ao seu animal de estimação vai ajudar a identificar rapidamente se há, de fato, algo de errado com ele.
Saiba quais são outros sintomas que podem surgir junto com o excesso de pelos pela casa e procure agir rapidamente para salvar o seu pet:

Dificuldade para respirar

Os tutores de cães braquicefálicos – raças com com focinhos curtos e achatados – devem sempre prestar muita atenção à sua respiração.
A respiração desses pets já é naturalmente mais difícil, por causa de suas características físicas e, como os cães utilizam a respiração também como uma forma de regular a temperatura corporal, é muito importante que esse mecanismo do organismo esteja funcionando muito bem.
Se você notar que o seu cachorro está ofegante sem fazer exercícios físicos ou fazendo um barulho diferente na hora de respirar, pode ser sinal de problema.

Perda de apetite

A falta de apetite é um indicativo claro de que o seu animal de estimação não vai bem.
Primeiro, observe se essa mudança não aconteceu por conta da introdução de uma nova. É normal que os cães levem um tempo para se acostumar com outra marca ou tipo de alimento e, inclusive, se recusem a comer.
Se esse não for o caso, avalie se o pet está passando por uma situação estressante. Mudanças de ambiente, ausência de um membro da família ou passar muito tempo sozinho também podem provocar esse comportamento.

Aumento ou perda de peso

Animais saudáveis são capazes de manter o peso com uma dieta equilibrada e exercícios físicos adequados para o seu porte periodicamente. O aumento ou perda de peso pode ser sintoma de algumas doenças.
Para saber se o peso do seu pet está flutuando, é necessário pesá-lo periodicamente. Assim, você notará as mudanças sutis.
Se você não conhecer bem o organismo do seu cão, só perceberá alterações mais bruscas, o que pode dificultar eventuais tratamentos.

Sangramento

O único sangramento aceitável em cães é o das fêmeas quando estão no cio. Fora isso, todos os sangramentos indicam algum tipo de problema.
Cortes superficiais não devem ser motivo de grande preocupação, mas precisam receber tratamento para não infeccionar.
Além disso, os pets podem sangrar pelo nariz, por conta de contusões ou rompimento de pequenos vasos. Porém, se isso acontecer com frequência, pode ser sintoma de uma doença mais grave.
Agora, se você notar presença de sangue na urina ou nas fezes do seu pet, leve-o ao veterinário imediatamente para realizar exames e descobrir a causa desse problema, que é interno e difícil de ser diagnosticado a olho nu.

Vômito ou diarréia

É comum que os pets vomitem às vezes. Como eles estão sempre cheirando e lambendo objetos e ambientes, por curiosidade e instinto, é normal que o estômago seja irritado por partículas estranhas. Então, se o seu cão vomitar uma vez, não fique preocupado.
Porém, se isso começar a acontecer com muita frequência e o vômito for acompanhado por diarréia, é possível que o seu pet esteja com algum parasita ou verme no organismo, necessitando de tratamento rápido.

Coceira ou lambidas excessivas

A coceira tende a aumentar ainda mais a queda de pelo em cachorro, bem como lambida pelo corpo, muitas vezes no mesmo local.
Esses comportamentos podem indicar uma alergia, causada por contato com partículas estranhas, alimentação incorreta ou por algum parasita, e necessita de cuidados para resolver o problema.
Agora você já sabe diferenciar a queda de pelo comum da preocupante, e, ainda, associá-la a outros sinais de que algo não vai bem, ficará mais simples cuidar da saúde do seu pet. Com os cuidados certos, em pouco tempo os pelos espalhados pela casa não serão mais um problema.