Blog Beija Flor

CINTO DE SEGURANÇA PARA CACHORRO E MUITO MAIS. VOCÊ PENSOU EM TUDO?

26/10/2018 por Administrador
Visualizacoes: 39

CINTO DE SEGURANÇA PARA CACHORRO E MUITO MAIS. VOCÊ PENSOU EM TUDO?


Existem acessórios que são essenciais para a chegada do animal de estimação e você precisa providenciá-los

Se você acaba de decidir se tornar um tutor de um cachorro, parabéns! Essa novidade com certeza vai mudar a sua vida para melhor. Porém, antes de o pet chegar em casa, ele precisa de muito mais além de um nome. Cinto de segurança para cachorro e outros acessórios são essenciais.
Ter um pet em casa vai exigir cuidados e você precisa estar preparado desde o momento em que for buscá-lo. O cinto de segurança é um dos primeiros acessórios que ele vai usar. Aprenda tudo sobre ele e seja um tutor responsável!

Cinto de segurança para cachorro: entenda mais

Cães para o rosto para fora da janela enquanto passeiam de carro é uma cena cada vez menos comum, pois o hábito pode colocar a vida do seu peludo em risco.
Os cachorros também precisam estar protegidos enquanto estão no carro, afinal, acidentes podem acontecer a qualquer instante. Tirar as mãos do volante para fazer carinho no pet ou impedir que ele suba no colo do motorista aumenta o perigo.
Já existem no mercado modelos de cinto de segurança para cachorros de qualquer porte, raça e idade que você deve colocar no seu pet.
O acessório é parecido com uma coleira peitoral e possui um gancho para encaixar ao botão do cinto de segurança, restringindo a mobilidade. Dessa forma, todo o corpo do animal fica protegido, garantindo sua segurança.
Para ser efetivo, lembre-se que o cinto deve ser usado no banco de trás, onde o pet sempre deve ser transportado.
Como há muitas opções disponíveis no mercado, o ideal é procurar aquela que deixa o seu pet mais confortável. Além disso, o item precisa ter selos de qualidade e ser adequado para o peso do animal. O cinto jamais deve ficar frouxo ou ser longo demais, pois isso pode causar enforcamento.
Acostumar o peludo a usar o cinto pode ser uma tarefa estressante, principalmente da primeira vez.
Procure iniciar com trajetos curtos. Se necessário, faça pausas, e tenha sempre um petisco para entregar ao pet conforme o destino for se aproximando. Dessa forma, ele vai associar os passeios de carro a uma experiência agradável.

Lembre-se do que diz a lei

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) afirma que transportar o cachorro no colo, entre as pernas ou entre os braços é infração média, assim como levá-lo solto na caçamba de camionetes.
No entanto, não há uma legislação não especifica sobre a forma ideal de transportar os cães.
Por conta dessa indefinição, várias soluções além do cinto de segurança para cachorro foram desenvolvidas. É o caso das grades divisórias e das caixas transportadoras de animais. O ideal é consultar seu veterinário e encontrar a melhor forma de proteger seu peludo.

Além do cinto de segurança

Depois que o novo membro da família chegar em casa, ele imediatamente precisará de muitos outros acessórios para que tenha uma vida feliz e saudável. Saiba quais são os mais importantes:

Bebedouro e comedouro

Os recipientes nos quais os animais vão se alimentar e se hidratar devem ser feitos de materiais fáceis de limpar. Se o pet costuma arrastá-los pela casa, adquira uma opção mais pesada. Além disso, procure mantê-los sempre no mesmo local.

Caminha

Mesmo se o pet dormir na cama com você, o ideal é que ele possua um espaço próprio. Portanto, adquira uma caminha quente, macia e grande o suficiente para o seu pet. Não deixe que ele faça desse acessório um brinquedo: a caminha é um local de descanso!

Coleira

A coleira é um item indispensável para identificar o seu pet, principalmente em caso de fuga! Escolha uma opção bonita e confortável para o animal e não se esqueça de anotar o nome do pet e os seus contatos na plaquinha, além do RGA do cão (se ele tiver).

Guia

Os cachorros são animais sociais e precisam sair de casa para os passeios. Para que eles estejam sempre em segurança, a guia é obrigatória. Procura uma opção que fique confortável para o animal, mas que também se adapte para o tutor.

Tapete higiênico

Caso você não possua uma área aberta onde o cão poderá se aliviar, aposte nos tapetes higiênicos, que podem ficar na varanda ou na área de serviço. Eles ajudam a coletar as fezes e a urina, amenizam os odores desagradáveis e evitam que o piso estrague.

Roupinhas

Se o seu pet está chegando durante o inverno, ele pode precisar de uma roupa quente. Animais que têm pouco pêlo e pouca gordura devem ser agasalhados quando a temperatura cai. No entanto, se você tiver um cachorro mais encorpado, ofereça apenas um cobertor extra na caminha para evitar o superaquecimento corporal.

Brinquedos

Os brinquedos para cachorro são úteis para o desenvolvimento e o entretenimento dos peludos. Tenha à mão diferentes brinquedos, principalmente quando você sai de casa, mas só escolha opções que não soltem partes para que o pet possa brincar sem supervisão.
Essas são as necessidades básicas, mas cada cão possui especificidades, podendo precisar de ainda mais acessórios ao longo da vida. Além disso, dependendo do seu estilo de vida, você vai querer proporcionar um ou outro item adicional ao novo membro da família.
Para esclarecer dúvidas sobre os acessórios para os pets, converse com o seu veterinário de confiança. Assim você e seu companheiro vão se entender muito melhor desde o início!